Você sabe quais são as diferenças entre alimentos frescos, processados ou ultraprocessados?

A alimentação é mais que uma simples ingestão de nutrientes. Está ligada ao consumo de alimentos que contenha vários elementos benéficos à saúde. A ingestão desses nutrientes, vindos da alimentação, é essencial para uma boa saúde. Ingerir vitaminas e minerais, por exemplo, isolados na forma de medicamentos ou suplementos não é a mesma coisa que buscar tais elementos nos alimentos. Vários estudos indicam que o efeito positivo sobre prevenção de doenças advém do alimento em si e das combinações de nutrientes e outros compostos químicos que fazem parte da matriz do alimento, mais do que nutrientes isolados.

Não basta pegar um alimento e ingeri-lo. É muito importante ficar atento sobre a forma que este alimento se encontra para o consumo. Nos tipos in natura, processados e ultra-processados a biodisponibilidade ou perda de nutrientes pode variar muito. Saber diferenciá-los poderá levar a uma mudança de comportamento para um melhor hábito alimentar.

IN NATURA ou MINIMAMENTE PROCESSADOS: não contém sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento original.

– In natura: são diretamente obtidos de plantas ou animais e adquiridos para o consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixarem a natureza. Exemplos: frutas, legumes, verduras, raízes, tubérculos, ovos.

– Minimante processados: são alimentos in natura que, antes de sua aquisição, foram submetidos a alterações mínimas como limpeza, remoção de partes comestíveis, secagem, embalagem, pasteurização, resfriamento, congelamento, moagem e fermentação. Exemples: grãos secos, cortes de carnes congelados ou resfriados, leite pasteurizado, chá, café, farinhas, massas frescas, carnes resfriadas ou congeladas, canela, ervas frescas ou secas.

ALIMENTOS PROCESSADOS: são fabricados pela indústria com adição de sal ou açúcar ou outra substância de uso culinário a alimentos in natura para torná-los duráveis e mais agradáveis ao paladar. Este método altera de modo desfavorável a composição nutricional dos alimentos dos quais derivam. Ex: pães, carne seca, toucinho, sardinha e atum enlatados, extrato ou concentrado de tomate, vegetais em conserva.

ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS: são nutricionalmente desbalanceados. Formulações industriais que contém pouco ou nenhum alimento inteiro e muitos aditivos, como corantes e conservante. Tem o objetivo de aumentar a vida de prateleira dos alimentos. Ex: Salchicha, biscoito, sorvete, molho pronto, misturas para bolo, macarrão instantâneo, refrigerante, salgadinhos de pacotes, guloseimas em geral, nuggets, pizza, doces.

Uma dica superinteressante é criar o hábito de ler rótulos de alimentos. Quanto maior a lista de ingredientes, mais processado ou ultraprocessado estes são.

Por Magno Luiz, Nutricionista e Educador Físico.