Perder peso não é, necessariamente, emagrecer!

Uma dúvida simples e um conceito errado ou distorcido. Muitas pessoas me relatam que não conseguem emagrecer, pois o peso na balança não diminui. A questão é entender o básico. Peso em balança é diferente de composição corporal. Balança remete várias partes do corpo em apenas um único valor em quilos. Agora, a composição corporal separa em segmentos como massa muscular, tecido de gordura, massa óssea, líquidos etc. Estas partes podem ser mensuradas em quilos e, assim, dimensionarmos quantidades ideais para cada segmento corporal. Vejamos um exemplo:

Após várias semanas de treinamento acompanhado de reeducação alimentar o peso na balança ficou inalterado ou aumentou. São várias hipóteses para explicar, mas vamos apontar duas situações clássicas.

PRIMEIRA: a pessoa perdeu gordura e ganhou massa muscular na mesma proporção. Neste caso não haverá alteração na balança. É muito comum que haja reduções de medidas.

SEGUNDA: houve perda de gordura e um ganho de massa muscular bem maior. A consequência é que também haverá reduções de medidas.

Nos dois casos OCORRERAM EMAGRECIMENTO em decorrência de redução de gordura. Pode ser que venha acompanhado ou não de redução na balança.

Ficar pesando diariamente não é recomendável, pois variações de ganho ou perda são percebidas com frequência. Isso se explica com retenções ou perdas de líquidos. O ideal é fazer avaliações de composição corporal com um profissional capacitado. O Tempo e a frequência serão determinados de acordo com o planejamento!

Autor / Fonte:Magno Luiz – Nutricionista Esportivo e Educador Físico.